Menu

Educação

Atualizado em 17 de janeiro de 2013, às 8:40 por Isabella Moretti
Você está em: MundoDasTribos > Notícias > Sisu, Prouni e Fies: entenda as diferenças

Entenda melhor como funciona cada um dos programas do MEC que visam estimular o ensino superior no Brasil.

Nos últimos anos, o Governo Federal tem se empenhado para aumentar o acesso dos brasileiros ao Ensino Superior. Para que a população tenha uma formação de qualidade e compatível com o orçamento, foram lançados programas de incentivo.

567893 Sisu Prouni e Fies entenda as diferenças Sisu, Prouni e Fies: entenda as diferençasSisu, Prouni e Fies são programas que aumentam o acesso ao ensino superior. (Foto:Divulgação)

Estímulos ao ensino superior

A criação do Prouni, do Fies e mais recentemente do Sisu é resultado da reestruturação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). A prova, aplicada em todo o país, tem como meta facilitar a entrada do estudante em uma universidade ou faculdade, além de testar a qualidade do ensino.

O Ministério da Educação é responsável pelo Sisu (Sistema de Seleção Unificada), Prouni (Programa Universidade para Todos) e Fies (Financiamento Estudantil). Embora todas as iniciativas possuam o objetivo de estimular o ensino superior no país, elas funcionam de formas diferentes.

Saiba mais: Lista de aprovados do SISU: 1ª chamada

Diferenças entre Sisu, Prouni ou Fies

Confira as informações a seguir e entenda a diferença entre os três programas do Governo, voltados para educação:

567893 Sisu Prouni e Fies entenda as diferenças 1 Sisu, Prouni e Fies: entenda as diferençasO Sisu oferece vagas em universidades e institutos federais. (Foto:Divulgação)

Sisu
O Sisu é um programa que existe desde 2009 e tem como meta distribuir vagas em instituições federais aos estudantes com as melhores notas no Enem. A plataforma online utiliza o desempenho no exame como a única fase no processo seletivo. Quem não for convocado na 1ª chamada, pode aguardar a segunda chamada ou entrar na lista de espera para disputar as vagas remanescentes.

A cada edição o Sisu tem aumentado o seu número de instituições conveniadas e vagas. A procura pelo programa também aumentou: em 2013, foram mais de 1,9 milhão de candidatos que concorreram a 129 mil vagas em universidades e institutos federais.

Os estudantes selecionados pelo Sisu não precisam prestar vestibular ou comprovar renda. Basta providenciar a documentação necessária para a matrícula e respeitar os prazos.

567893 Sisu Prouni e Fies entenda as diferenças 2 Sisu, Prouni e Fies: entenda as diferençasO Prouni oferece bolsas de estudo em instituições particulares. (Foto:Divulgação)

Prouni
O Prouni foi implantado em 2004 e se destaca como uma iniciativa mais antiga do MEC. O programa tem como objetivo conceder bolsas parciais e integrais nas instituições particulares de ensino superior. Para disputar uma vaga no Prouni, o candidato precisa comprovar baixa renda, além de ter estudado em escola pública durante o ensino médio ou com bolsa integral em um colégio particular. O candidato também precisa ter obtido no mínimo 450 pontos na prova do Enem.

Na edição de 2013, o Prouni está oferecendo 144.639 bolsas de estudo em todo o país, sendo 99.223 integrais e 45.416 parciais. As inscrições para o programa começam no dia 17 de janeiro.

567893 Sisu Prouni e Fies entenda as diferenças 3 Sisu, Prouni e Fies: entenda as diferençasO Fies permite financiar a faculdade. (Foto:Divulgação)

Fies
Caso o aluno não consiga uma vaga pelo Sisu ou pelo Prouni, ele ainda pode contar com o Fundo de Financiamento Estudantil. Com o Fies, é possível financiar o curso de graduação na faculdade na qual o estudante está matriculado. Os juros incidentes são menores do que os que as taxas cobradas pelos bancos, por isso o programa é bastante viável para quem não tem condições de arcar com as mensalidades. O Fies também pode ser solicitado pelo bolsista parcial do Prouni para financiar os outros 50% do valor da graduação.

Veja também: Critérios para concorrer a uma bolsa do Prouni